Quatro PMs morrem em colisão com carreta na PA287 no Pará

Na manhã desta segunda-feira (5), um acidente envolvendo uma viatura da Polícia Militar e uma carreta carregada de soja deixou quatro policiais mortos na rodovia PA287, nas proximidades do município de Conceição do Araguaia, no sul do Pará.

Claudair Rodrigues

Na viatura da PM, estavam a bordo cinco policiais militares. Um deles foi socorrido com vida até o hospital da região. O condutor do caminhão foi levado para a Delegacia local para lavratura do procedimento de prisão em flagrante por alcoolemia e responderá de forma dolosa pelos quatro homicídios. Segundo o delegado Antônio Miranda, superintendente da Polícia Civil na região do Araguaia Paraense, o motorista do caminhão apresentava andar cambaleante típico de embriaguez. Relatos testemunhais e uma filmagem de um condutor revelaram que o condutor do caminhão estava dirigindo em zigue-zague na rodovia momentos antes de colidir com o veículo policial. Ele ainda será ouvido em depoimento na Delegacia pelo delegado Luís Antônio Ferreira, em Conceição do Araguaia. Natural de Campo Mourão (PR), o caminhoneiro será encaminhado a exames de dosagem alcoólica e toxicologia forense, e depois ficará detido à disposição da Justiça do município.

As vítimas são:

Cabo Arlan Campos Lopes da Silva. Prestou serviço durante 12 anos na PM. Deixou esposa e dois filhos. Em seu registro funcional há diversos elogios e o seu comportamento profissional era considerado excepcional; Cabo Luis Antônio Cruz Aguiar. Durante os 07 anos de serviço, conquistou referências elogiosas em seu registro funcional; Soldado Antônio Marcos Carvalho da Silva. Com apenas 04 anos de serviço, também obteve diversos elogios. Ele deixa esposa e dois filhos.
O sargento Franciso José Gomes de Freitas, trabalhou de forma excepcional e recebeu diversos elogios durante os 20 anos que prestou serviço à sociedade paraense, incluindo sua esposa e os dois filhos.
Já o militar Resylen de Lima Souza,  sobreviveu ao acidente, recebeu os primeiros cuidados médicos e está sendo encaminhado para o Hospital Regional de Redenção.
Equipes do Centro Integrado de Psicologia e Assistência Social e da Capelania da Corporação seguem para Conceição do Araguaia para dar apoio psicossocial e espiritual aos familiares das vítimas.
O Fundo de Assistência Social da PM também prestará todo o apoio necessário aos parentes dos militares.

 

 

 

 

Com informações ASCOM PMPA

SEM COMENTÁRIO