REDENÇÃO: Projetos de lei são apresentados pelos vereadores

O vereador Valcir Brito é autor de ums dos projetos apresentados durante sessão ordinária

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Redenção, realizada na manhã da última quinta-feira (9), os vereadores apresentaram vários projetos de lei. O vereador Valcir Brito (PCdoB) apresentou um projeto que dispõe sobre a obrigatoriedade a todas as escolas de ensino fundamental e educação infantil de Redenção, que trata sobre a permanência de um psicólogo e um assistente social em todas as unidades de ensino do município, para que possam fazer o acompanhamento interno e externo das ações envolvendo os alunos e do corpo docente.

O objetivo, segundo Valcir é combater o bullying e evitar possíveis tragédias envolvendo estudantes. O projeto será analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final. Caso seja aprovado pelos membros da comissão, retornará ao plenário para ser colocado em votação dos demais vereadores.

O vereador Dr. Rener (Patriota) apresentou um projeto que institui o dia 12 de maio, como Dia do Profissional de Enfermagem, no qual estão incluídos enfermeiros e técnicos de enfermagem. O projeto autoriza o executivo municipal a realizar homenagens nessa data a estes profissionais. Segundo Rener, é uma forma de reconhecer o trabalho prestado por essa classe.

Outro projeto de lei que foi apresentado na mesma sessão é de autoria do vereador João Lúcio (PP), a fim de instituir no calendário oficial do município de Redenção a primeira semana do mês de maio, no qual é comemorado o aniversário da cidade, como a Semana da Memória e História Redencense. A proposta é que as escolas e as entidades públicas e particulares do município tratem sobre a memória e história de Redenção, buscando todos os seus agentes, autores, pioneiros assim como as histórias dos seus prédios desde a fundação da cidade até os dias atuais.

Após passarem pelas devidas comissões, os projetos serão apreciados pelo plenário. Ao final do processo de análise dos projetos de lei pelo Poder Legislativo e tendo sido aprovados, os mesmos deverão ser enviados ao chefe do Poder Executivo para sanção ou veto no prazo de 15 dias.

Texto: Paulo Carrion

Fonte: Jornal a Noticia

SEM COMENTÁRIO