NotíciasPolítica

Reforma Administrativa de Xinguara tem objetivo de redução de gastos incluindo os salários do Prefeito e Vice-prefeito

O projeto de Reforma Administrativa de Xinguara será encaminhado pelo Executivo ao Legislativo nos próximos dias, o principal objetivo do projeto é modernizar a Gestão Pública e reduzir gastos. Visando a redução das despesas no funcionamento da máquina administrativa o prefeito Osvaldinho Assunção fez questão de acompanhar de perto a equipe de profissionais qualificados que elaborou o projeto.

O prefeito Osvaldinho Assunção se reuniu nesta segunda-feira, 20 de fevereiro, com alguns assessores e com a equipe responsável pela reforma administrativa, para discutir os últimos ajustes. O prefeito disse que com a modernização da máquina administrativa do Município, a administração vai poder servir e atender melhor o cidadão xinguarense. “A reforma também vai contribuir para reduzir de imediato gastos e despesas, com isso vai gerar uma economia financeira que vai ser aplicados nas áreas da saúde, educação, assistência social e outras área que vai beneficiar à população”, afirma Osvaldinho.

Entre as propostas previstas na Reforma Administrativa está à incorporação e extinção de secretarias e departamentos, que não atendem mais às necessidades e nem as expectativas do serviço público. Outra parte essencial no projeto é os cortes salariais, incluindo corte nos salários do prefeito e do vice-prefeito, e ainda corte no número de cargos comissionados.

“Estamos vivendo um novo momento na economia e na política administrativa brasileira, e Xinguara não poderia deixar de fazer sua parte, cortando gastos, reduzindo número de cargos e secretarias, gerando economia e melhorando a qualidade dos serviços prestados à população”, disse o prefeito.

Após ser encaminhado à Câmara Municipal o projeto de lei deve ser apreciado, discutido e aprovado pelos vereadores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo