Polícia

Responsáveis pela morte do Conselheiro Tutelar e ex-vereador de Anapu, começam a serem presos

No dia 9 de dezembro de 2019, ocorreu na cidade de Anapu o crime de homicídio que vitimou o conselheiro tutelar e ex-vereador, Paulo Anacleto, de 51 anos de idade, ele foi assassinado em uma praça no centro da cidade, quando foi alvejado por vários disparos de arma de fogo, efetuados por uma dupla que estava em uma motocicleta. Um filho da vítima de apenas cinco anos presenciou tudo. Durante a investigação a polícia civil utilizou de vários métodos de investigação, tais qual a busca e apreensão domiciliar, interceptação telefônica e quebra do sigilo de dados telefônicos, os quais fizeram parte da denominada “operação sicário”. “Significado de Sicário: Substantivo masculino Matador de aluguel ou quem é contratado para matar alguém; facínora… Do latim Sicarius”.

Ao final da fase investigatória a polícia concluiu que o crime teve motivações políticas, haja vista que a vítima tinha conhecimento de supostos crimes cometidos pelos suspeitos. A Polícia Civil indiciou e representou pela prisão preventiva dos ex-secretários de Administração da gestão anterior, Osvaldilon Luís dos Santos, conhecido como Osvaldo, e do ex-presidente da câmara dos vereadores de Anapu, João batista Brito de Souza, conhecido como João Riso, eles são apontados como mandantes do crime. Além disso, a polícia concluiu que o crime foi executado por Laurinei de Freitas Ramos, funcionário da prefeitura municipal de Anapu. O poder judiciário deferiu os pedidos de prisão preventiva contra os três suspeitos.

Nessa quarta-feira, 20, de janeiro de 2021, equipe da Superintendência Regional do Xingu, NAI Altamira e DECA Altamira, realizaram a 2 fase da “Operação Sicário”, realizando buscas aos suspeitos para dar cumprimento aos mandados. Diligências foram realizadas, sendo que, a equipe conseguiu localizar o nacional Laurinei de Freitas Ramos, o qual foi conduzido  para a delegacia.

Em relação ao nacional João Batista Brito Sousa, não se encontrava em sua residência, sendo que ele teria viajado para a cidade de Marabá, diligentemente a equipe repassou às informações a equipe do NAI de Marabá, os quais realizaram diligências e prenderam o suspeito em um hotel da cidade.

O suspeito Osvaldilon Luiz dos Santos apesar das diligências não foi localizado em sua residência e segundo informações estaria fora do município, considerado no momento foragido da Justiça.

Fonte: Superintendência da 11ª RISP – Regional do Xingu

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo