NotíciasPolícia

Três mototaxistas acusados de participar do linchamento em Tucumã foram presos pela Polícia

Uma ação da Polícia Civil da cidade de Tucumã, coordenada pela Superintendência Regional de Polícia Civil do Alto Xingu, que tem a frente o Delegado José Carlos Rodrigues, prendeu três mototaxistas acusados de participação no linchamento de um homem que teria sido acusado do furto de uma motocicleta.

Foram presos, Valmir Bezerra da Silva, Valderson Peres da Silva e José Ferreira Garcia, de acordo com a Polícia, os três teriam participado o espancamento que levou ao linchamento que terminou com a morte de Josemilton Nunes dos Santos. O crime ocorreu no último dia 20 do mês passado.  A prisão foi resultado das investigações feita pela equipe da Delegacia de Polícia Civil de Tucumã, coordenada pelo Delegado Rafael Machado, que solicitou a prisão temporária de sete mototaxistas que teriam sido identificados como participantes do crime brutal que ceifou a vida do pai de família.

A Justiça de Tucumã, acatou o pedido do Delegado e decretou a prisão temporária dos acusados. Os suspeitos foram identificados através de imagens de fotos e vídeos postados nas redes sociais, que registraram a ação de selvageria. De acordo com o Delegado Rafael Machado o número de identificação nos coletes dos mototaxistas ajudou na identificação dos participantes na barbárie. Quatro suspeitos que também tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça, estão sendo procurados pela Polícia.

Barbárie:  Josemilton Nunes dos Santos foi acusado de ter roubado uma moto de um dos mototaxistas envolvido no linchamento. A Polícia não divulgou qual dos mototaxistas. Josemilton na verdade foi confundido com o verdadeiro ladrão e acabou sendo morto depois de uma série de espancamento praticado pelos acusados.

Fonte: Dinho Santos / com informações Superintendência Regional de Polícia Civil do Alto Xingu.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo