Três pessoas foram presas em Redenção na II Fase Operação Assírios e quatro estão foragidas

A Polícia Civil do Estado do Pará em conjunto com o Ministério Público deflagrou na manhã desta quinta-feira (18), a 2ª fase da operação ASSÍRIOS. A operação ocorreu de forma conjunta nos Estados do Pará, Tocantins e Minas Gerais. Na cidade de Redenção, três pessoas foram presas e outras quatro estão foragidas.

A operação está sendo coordenada pelos Delegados Carlos Vieira e Társio Martins da Delegacia de Repressão a Defraudações Públicas, unidade vinculada a DRCO e pelo Promotor de Justiça Leonardo Caldas de Redenção. Até o momento 03 pessoas foram presas nos Municípios de Rio Maria e Redenção, no Estado do Pará, além de Uberlândia, no Estado de Minas Gerais, Erlan Silva Cassimiro, Heloisa Helena Machado e Alessandro Dantas de Araújo. A investigação apurou fraudes ocorridas na gestão municipal de Redenção em sete contratos administrativos dos anos de 2013 a 2015 que ultrapassam o valor de 15 milhões de Reais.

Estão foragidos o ex-procurador do município Sérgio Luiz Santana, as empresárias Kelley Borhes de Araújo, Patrícia de Souza Machado Gonsalves e o ex-secretário de obras Clainor Scalabrin.

I Fase:

No dia 13 de setembro mais de 80 policiais civis e do Ministério Público deflagraram a primeira fase da operação policial, ocasião em que foram cumpridos 24 mandados judiciais de busca e apreensão e prisão, nas cidades de Redenção, Rio Maria e Tailândia.  Naquela ocasião foi apreendida farta documentação em órgãos públicos, sedes de empresas e residências de alguns indiciados, além de serem presos empresários e agentes públicos, sendo os empresários Carlos Henrique Machado, Luiz Henrique Pereira Machado, José Luiz Noletto Soares e os agentes públicos Sivaldo Alves Dr Souza e Valdeon Alves Chaves. Em outra decisão judicial foi bloqueado o valor de 21 milhões de reais do patrimônio dos indiciados. A operação policial continua.

Fonte: Dinho Santos

SEM COMENTÁRIO