Notícias

Um grupo de sem tetos invadiram um terreno urbano em Água Azul do Norte

Naylor Rissardi proprietário do terreno
Naylor Rissardi proprietário do terreno

Na madrugada do 30 para o dia 31 de março, cerca de 60 pessoas ocupara uma área particular na cidade de Água Azul do Norte no sul do Pará. O grupo de sem tetos invadiram o terreno alegando que a área pertence à União e por não terem onde morar estavam dispostos a permanecerem no terreno.

A área que foi ocupada 220×550 metros, o que equivale a dois alqueires e meio, o terreno pertence ao senhor Luiz Rissardi, que tem um contrato de compra e venda, só que está no nome do antigo dono, o senhor Luiz Vilarinho, o Luizão da Caiçara como é conhecido. Segundo o senhor Naylor Rissardi, filho do atual proprietário do terreno, falou com nossa equipe e disse que seu pai comprou a área para transformar em um loteamento, o que foi constatado pela nossa reportagem que esteve no local.

Documento apresentado pelo líder dos sem tetos
Documento apresentado pelo líder dos sem tetos

Naylor disse ainda que o terreno continua no nome do senhor Luiz Vilarinho porque ainda não foi desmembrado, mas ele garante que a área é documentada e que a documentação está a caminho de Água Azul para que o impasse possa ser esclarecido, “nos não vamos confrontar com o pessoal que ocupou nossa propriedade, não queremos atrito com ninguém, eles estão armados com foice, facão, enxada e outros tipos de ferramentas, eles não quer conversar civilizadamente, então eu ainda acredito muito na Justiça, por isso vamos agir dentro da lei e deixar que a Justiça se encarregue de resolver a situação”, afirmou Naylor Rissardi.

Já o representante dos sem tetos que falou com nossa equipe afirma que a terra é devoluta. Fabisley Lima durante a entrevista disse que vão permanecer no local, uma vez que a área pertence à União. Fabisley apresentou a nossa reportagem um documento que segundo ele garante que a área não tem escritura, “estamos com esse documento em mãos que um dos advogados da Comissão Pastoral da Terra (CPT), nos forneceu garantindo que a área é devoluta, por isso vamos permanecer aqui e esperar o que vai acontecer”, disse Fabisley Lima, coordenador do movimento dos sem tetos.

Fabisley Lima afirmou que mesmo que apresente documentos da área, mesmo assim vai ter que aparecer alguém para negociar com o movimento e apresentar uma solução que dê moradia a todos. O líder disse também que se não houver uma resposta positiva, o grupo já tem em vista outra área ali mesmo em Água Azul para ser ocupada.

Após a nossa equipe de reportagem deixar o local, uma equipe do Grupo Tático Operacional (GTO) da Policia Militar de Xinguara esteve no local para falar com os ocupantes da aérea. Antes do fechamento dessa matéria falamos por telefone com Naylor Rissardi, responsável pelo loteamento e ele disse que a presença da Polícia foi bem positiva, “parte dos ocupantes começaram se dispersar, uma Van que era usada pelos sem teto deixou o local, apenas uma parte deles permaneceram acampados”, informou Naylor.

Texto e Fotos: Roserval Ramos

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo