Notícias

Unidade do Procon será instalada em Xinguara e passará a funcionar no inicio do mês de abril

Com a necessidade de implantação do Procon para poder oferecer atendimento ao consumidor, após anos da lei municipal que criou o órgão no município, agora, com data marcada para ser inaugurado, 31 de março, os serviços de defesa dos direitos do consumidor estarão à disposição da população já a partir da inauguração.

A partir de abril, os serviços estarão disponíveis e serão prestados por uma equipe de servidores cedidos pela prefeitura para atender todos os casos que impliquem nas violações previstas no Código de Defesa do Consumidor. Os servidores receberam treinamento, numa primeira etapa, e às véspera da inauguração passarão por uma segunda etapa de orientação para a devida capacitação que será oferecida por uma equipe técnica que virá da capital.

O Procon municipal atenderá as reclamações de consumidores de Xinguara realizando os devidos procedimentos e orientações. No município, as principais reclamações estão relacionadas aos serviços bancários, de telefonia móvel e da concessionária de energia elétrica.

Xinguara passa a ser uma cidade privilegiada com a implantação do Procon, é o que diz o vereador Antonio Benigno. Segundo ele, a busca do órgão para o município dependeu de idas a capital na tentativa de estabelecer uma parceria que pudesse dar rumo a essa conquista, considerada relevante para toda a população. “Estivemos várias vezes na sede do Procon em Belém, apresentado a necessidade de termos uma unidade em Xinguara, desde o primeiro momento em que levei o pedido foi manifestado interesse por parte da diretoria estadual, que ofereceu todas as condições que proporcionava a instalação deste órgão de grande importância para nós”, disse.

Segundo Benigno, a contrapartida para a concretização da implantação do Procon veio por parte da prefeitura que firmou termo de compromisso se dispondo em oferecer os servidores e a estrutura para o funcionamento do órgão.

O Procon funcionará na rua Cecília Meireles entre as ruas Maranhão e Pontes de Miranda, no centro da cidade. (Texto e foto: Antonio Guimarães)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar