Notícias

Xinguara recebe mais de meio milhão de reais para o combate a COVID-19

VEREADORES REJEITAM PROPOSTA DE COMPRA DE MATERIAIS DE PROTEÇÃO À POPULAÇÃO

Na noite desta quinta-feira, 23, a Câmara Municipal de Xinguara realizou sessão para votar a autorização do montante de mais de meio milhão de reais recebidos pela prefeitura.

Emenda do vereador Roberto da Yamaha (PSB), apontou como alteração a destinação de recursos para a aquisição de material de prevenção a Covid-19.

Roberto justificou que fez questão de requerer que a prefeitura se sensibilizasse com a compra de álcool gel e máscaras para atender a população que nesse momento enfrenta tamanho problema, além de passar por dificuldade financeira, destacando as restituições dos decretos que vem limitando as atividades da população.

Ao ser colocado em votação, a maioria dos vereadores recusou. Mesmo tentando contribuir com a aplicação dos recursos que o município acaba de receber do governo federal, no montante de mais de meio milhão de reais.

Vilmar Dular (PSDB), que votou na proposta apresentada pelo vereador Roberto, se queixou pela forma que a maioria decidiu, observando que a população não poderia ser penalizada em razão das decisões que já veem prontas do executivo.

Pelo valor recebido pela prefeitura, de 690 mil reais, Roberto da Yamaha se empenhou para que 120 mil reais fossem destinados para a aquisição de materiais, álcool gel e máscaras.

Suas emendas foram recusadas nas comissões e pelo plenário.

Por ser tido como vereador de oposição ao prefeito Osvaldinho, Roberto tentou mostrar que sua proposta visava atender a população menos favorecida.

“Mesmo que não quisesse levar em consideração a minha proposta, que fosse de autoria de qualquer um de seus pares, desde que fosse para contemplar a população que se encontra desprovida de amparo do poder executivo municipal”, desabafou ele.

Votaram contra a proposta os vereadores  Jacó (PSD), Ébia Costa (PSL), Adair Marinho (PDT), Raimundo da Serraria (PSDB) e Cleomar da Vale (PSC).

Olair Reis (PSD), Edelton Régio (PDT) e Irmão Zeca (PSDB) não compareceram na sessão.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo