Notícias

OAB de Xinguara promove ato público em protesto a assassinatos de advogados no estado do Pará

A OAB Subseção Xinguara promoveu na tarde desta segunda-feira, 26, um ato público na frente de sua sede em protesto a onda de assassinatos que vem ocorrendo contra advogados no Estado do Pará. O movimento foi impulsionado pelo o assassinato do Presidente da OAB Subseção Parauapebas, Jakson Silva, na noite de sábado passado. Segundo o […]

A OAB Subseção Xinguara promoveu na tarde desta segunda-feira, 26, um ato público na frente de sua sede em protesto a onda de assassinatos que vem ocorrendo contra advogados no Estado do Pará. O movimento foi impulsionado pelo o assassinato do Presidente da OAB Subseção Parauapebas, Jakson Silva, na noite de sábado passado.

Segundo o presidente da OAB Xinguara, Cícero Sales, este ato foi promovido de forma simultânea em todas as 25 subseções do estado.

A OAB culpa o estado por não investigar e não prender os mandantes e executores dos crimes contras os advogados e por conta disso formulará denuncia contra o Estado perante a OEA (Organização dos Estados Americanos), requerendo punição daqueles que não cumprem como papel constitucional de oferecer segurança a população.

A petição que denuncia o Estado será assinada no próximo dia 03 de fevereiro, às 10h, durante a primeira sessão do Conselho Nacional da OAB, e que reunirá todos os presidentes seccionais da Ordem, incluindo o presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos. “Iremos abrir o ano jurídico da advocacia com um ato de desagravo contra a violência aos advogados paraenses, homenageando a memória dos colegas que tombaram. Na ocasião, assinaremos a petição para a OEA reclamando contra o Estado brasileiro, por negligência quanto à proteção do profissional garantidor do Estado de Direito.”, afirmou Marcus Vinícius Furtado Coelho, presidente da OAB Nacional. (xinguara ativa)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo