ACADÊMICOS DE DIREITO PROTESTAM CONTRA DIREÇÃO DE FACULDADE

Eles querem ar condicionado nas salas de aula e mais respeito por parte da direção da universidade.

11246690_780723678708316_3028894185685852006_nNa noite desta quinta feira (7) centenas de acadêmicos do curso de direito da Faculdade de Ensino Superior da Amazônia Reunida (FESAR) em Redenção, fizeram protesto em frente a faculdade. Com cartazes, ventiladores e gritos de ordem os estudantes manifestaram contra o que eles chamam de ‘abuso e descaso’ para com eles, por parte da Fesar.

Os ventiladores representam a revolta dos acadêmicos que dizem que a faculdade cobra as mensalidades com todo rigor, mas deixa as salas sem Ar condicionados que são substituídos por ventiladores.

POLÍCIA:

Na noite de quarta feira, revoltados os estudantes jogaram um ventilador para fora da sala de aula, o que acabou gerando um conflito entre alunos e direção da faculdade. Os diretores chamaram a polícia, mas quando a guarnição chegou os ânimos já haviam se acalmados, mas mesmo assim, segundo um oficial da PM a direção da Fesar disse que queria proceder contra um acadêmico, alegando que ele teria arremessado o ventilador. A decisão da direção da faculdade acabou gerando muito constrangimento, pois para levar o jovem para delegacia foi necessário o uso da força.

REVOLTA:

No protesto de ontem a noite, os acadêmicos denunciam que existem salas de aula que chegaram a ficar até seis meses sem ar condicionado. “Essa direção nos humilha, para fazer reclamação eles cobram 10 reais de cada aluno reclamante, isso é uma forma de nos intimidar”, disse um acadêmico. Revoltados eles pedem a substituição de um diretor chamado ‘Milaré’, “Esse Milaré tem que sair da direção ele não respeita nossos direitos e nos oprime”, disse uma acadêmica. Tentamos ouvir alguém da direção da Fesar, mas não conseguimos. (Jornal a Noticia)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA