NotíciasPolícia

Suspeitos de envolvimento na morte do empresário “Xuxa do posto” foram soltos por falta de provas

Edson Rosalves de Morais, de 33 anos de idade e Romário Martins da Silva, de 27 anos, que estavam presos desde o último dia 16 de setembro, por determinação de prisão temporária, expedida pelo Juiz da comarca de Rio Maria, Edvaldo Saldanha, foram soltos no último dia 14 de outubro.

Edson e Romário foram presos sobre suspeita de terem participação na morte do empresário de Xinguara, Daniel Jacob Thomas Langer, conhecido como “Xuxa do Posto”, assassinado em abril deste ano na Cidade de Rio Maria. O mesmo magistrado que concedeu a prisão temporária negou o pedido de prisão preventiva dos acusados, em sua decisão, o Juiz Edvaldo Saldanha alegou que o Ministério Publico entendeu que, não foi apresentado pela o delegado Antônio Miranda Neto, que preside o caso, provas e elementos suficiente durante o curso do processo, que, pudesse manter os acusados que sempre negou participação no crime, encarcerados.

A polícia agora, volta à estaca zero, o crime que tirou a vida do empresário continuará sendo investigado.

Roserval Ramos com Informação da PC de Redenção

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo